Seja bem vindo

Mensagem do Presidente

Caros visitantes,

Acompanhando a evolução das novas tecnologias, é com grande motivação que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira, apresenta o seu novo website.

Nos novos meios de comunicação e de divulgação, os websites continuam a ser uma ferramenta eficaz de projecção para as instituições.

Desde logo se percebeu que a página que estava disponível, apesar do louvável esforço e dedicação de quem a criou, já não correspondia quer no que se reporta á imagem quer á sua própria funcionalidade e exigências de agora.

Era então necessário proceder á sua substituição por outra actual, com mais potencialidades, mais intuitiva, com layout renovado, que continuasse a dignificar esta Associação.

Pretendemos estar próximos de todos os que têm interesse em ajudar-nos e, por outro lado, aproximarmos de todos os que possam precisar de nós.

Desejo a todos os que servem a causa da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira, associados, bombeiros, antigos e atuais dirigentes e amigos, um Feliz Natal e que a saúde e a alegria não faltem em cada um e no seu seio familiar, não só nesta quadra Natalícia como ao longo do ano de 2015.

Paços de Ferreira, 19 de Dezembro de 2014

O Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira
Zeferino Júlio de Matos Barbosa

Notícias

Tentamos mantê-lo informado

Ipad-preview

Portugal sem fogos depende de todos

Todos os anos o território nacional é assolado por uma vaga de incêndios florestais com origem em causas humanas.

A floresta é um importante recurso natural de Portugal, ocupando 35% do seu território. A floresta portuguesa gera cerca de 2.1% do PIB e é responsável por 10% das exportações nacionais.

No entanto, a floresta portuguesa enfrenta uma grande ameaça à sua sustentabilidade: os incêndios florestais.

Com o objetivo de contribuir para minimizar o número, a extensão e o impacto dos incêndios florestais, nomeadamente através da proteção ativa da floresta, surgiu, em 2007, o movimento ECO – Empresas contra os Fogos, um movimento da sociedade civil que congrega esforços de várias empresas e organizações no sentido de fazer chegar ao maior número de cidadãos as mensagens que conduzam a uma mudança de atitudes e de comportamentos de risco.

Junte-se a nós. Tenha sempre presente que a maioria dos incêndios começa com um ato negligente.

-->